Site de Poesias

Menu

Comentários da Poesia "Procuro"

de Andreia Cristina Guadagnin

Gostaria de deixar seu comentário?

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários aqui registrados não representam a opinião da equipe do Site de Poesias, nem mesmo recebem o seu aval. A responsabilidade pelo conteúdo dos comentários é inteiramente do autor dos mesmos. Ao poeta é reservado o direito de remover os comentários de seus poemas, quando achar por bem fazê-lo.

Onde você procuraria consolo diante do adeus que dilacera
se, quando um amor se desfaz, o próprio tempo reclama o retorno da paz?
Talvez em seu próprio coração, como Andreia Cristina Guadagnin...
Célia de Lima
20/08/2005


Nesta procura todos nós, um dia, trilhamos...
É como atravessar um deserto...árido...cheio de cactus espinhosos...
A garganta seca doi, os olhos já secaram todas as lágrimas...
O corpo insensível cansa até com o respirar e qualquer pensamento é triste...distante...
Mesmo as lembranças felizes, parecem miragens, inexistentes...
Mas lembre...
Que este é o preço do amor...quem ama, sofre...
Abrace a dor e ela fugirá de ti...
Aceite que ela te dará um bálsamo, não tenha medo de sofrer...
Pois assim, belas poesias irão florir em teu jardim...
e um belo dia de primavera, despertarás feliz novamente
para recomeçar...
Abel G. Saint'ell

16/10/2005

Já ouvi uma frase, a qual não me lembro autoria "aprendemos pelo Amor ou pela Dor", talvez por isso o amor seja a melhor escola que todos podem frequentar e de graça. A dor de amor não dói, como diz Camões:
... "É uma ferida que dói e não se sente..."

SAUDADES

Vá minha pomba amiga
E diga aquele homem
Que sem ele não pode ser.
Fale com muito carinho
Peça que volte ao nosso ninho
Que sozinha não consigo viver.

Diz que estou morrendo de vontade
De apertá-lo nos braços
De enchê-lo de abraços
Até o dia amanhecer.

Chega de tanta saudade
Preciso que mate meus desejos
Que me farte de beijos
E nunca mais me faça sofrer.


Andiara Campos.
Andiara

04/09/2005

É triste o amor desfeito
Clamar por um amor...
Ter diariamente essa lembrança em seu coração...
Achar que nada mais tem razão...
Pois quando nosso coração sente...não temos escapatória, a não ser senrir enquanto ele existir...
Quem não espera ou já não esperou por um amor?

Lindas e sábias palavras...Parabéns!!!
Carolina Salcides

29/08/2005

E minha querida Andréa, no momento do Adeus não achamos nem sequer uma palavra de consolo, quanto mais ele próprio, mas o tempo, este sim nos dá o consolo e até mesmo o reencontro com a pessoa amada...
Acredite em Deus em primeiro lugar, depois aguarde o tempo....
teresa

27/08/2005

Procuramos muitas coisas na vida, mas principalmente o Amor, especialmente aquele amor que foi embora, mas que o tempo não apagou. Você descreveu belamente essa faceta que faz parte de todas as nossas vidas.
Parabéns!

Nivaldo

12/04/2005

Voltar à poesia