Site de Poesias

Menu

SOMBRIO

[Ilustração não carregada]

Nos agravos inesperados,
Surge o desconhecido.
Toma-se de ordens, na desordem.
Os mesmos olhos, n’outro olhares.
Que aguarda adormecido,
No meu inverso parecido.
Sem dualismo ou divisão,
Surge no viés da situação,
Em ferina emersão.
Às vezes não sei de mim,
Nem do começo, nem do fim.
Reconheço meu contrário,
Onde habita meu sombrio,
Inseparável estranho,
Que se eleva em lanho.
Em defesa do ultraje,
A mesma essência, em distinto traje.
 
 
 

Compartilhar

QUERIDOS AMIGOS E POETAS
TENHO CERTEZA QUE ALGUNS JÁ PASSARAM POR ESSE MOMENTO DE FÚRIA, DO QUAL ESTOU VIVENCIANDO, TIVE UMA INFELIZ SURPRESA DE DESCOBRIR POESIAS MINHAS EM OUTROS SITES,A MAIORIA SEM A DEVIDA REFERÊNCIA DA AUTORIA, ALGUMAS SEM NOME E OUTRAS DESCARADAMENTE URSUPADAS,SEI QUE É COMUM,E CONTINUARÁ A ACONTECER POR MUITO TEMPO,PORÉM TOMADA DE REVOLTA , INDIGNAÇÃO E TRISTEZA, DECIDE,DEPOIS DE MUITO PENSAR E PESAR O OCORRIDO,SINTO TÃO PROFUNDAMENTE DEIXAR ESSE ESPAÇO ,COMO POETISA,MAS SEMPRE PASSAREI PARA VISITA-LOS E LER COM CARINHO TODAS AS POESIAS, AFINAL ESSE É MEU COMBUSTÍVEL, OS AMIGOS QUERIDOS QUE FIZ,OS VERSOS MARAVILHOSOS QUE LI ,TODO O CARINHO QUE RECEBI E TODO INCENTIVO QUE DERAM-ME.MUITO OBRIGADA POR PINTAREM MEU CÉU COM TINTA DE COLORIDO AMOR E ENCANTO.DEIXO MEU ABRAÇO E MEU BEIJO CARINHOSO A TODOS VOCES
MINHA GRATIDÃO E ETERNA ADMIRAÇÃO
LEO A.


''QUEM ROUBO UMA POESIA, NÃO LEVA SÓ AS PALAVRAS ,MAS O CORAÇÃO E A ALMA DO POETA''

LEO A.
03/02/2009

  • 34 comentários
  • 2336 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados