Site de Poesias

Menu

Saindo de uma vida

Você não fez nenhum ruído
Saiu mansamente do quarto
silenciosamente da minha vida
pé ante pé...
para não me acordar
dos meus sonhos.
Sonhos que,com certeza
eram contigo...
Agora desperto que estou
só me resta sonhar acordado.
Do real acariciavel
você tornou-se apenas
uma imagem retida
na retina dolorida
e úmida pelas lágrimas
diluída na mente.
Apenas passado...

 

Compartilhar
Roberto Bordin
23/01/2009

  • 0 comentários
  • 131 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados