Site de Poesias

Menu

Deusa...

 
Olhei para ti, mar azul era teu rosto…
No teu corpo, não vi qualquer desgosto,
Continuava uma praia quente de Agosto,
Temperei nossos corpos com sal a gosto.
 
 
Eu menino entretido a brincar na areia,
Sequer esperava a noite ou a dita ceia,
Reclamava parte desse corpo de sereia,
Corpo corado, arrepiado que não receia.
 
 
Majestosas, tuas formas, as tuas ondas,
Deliciosas na areia fazem elas tuas veias,
Mil e um caminhos que levam na volta.
 
 
Deitado, descansado esperei nas dunas,
Ser apreciado apenas quando queiras,
Distanciado de ti, sinto a minha falta.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Compartilhar

A todos tudo de bom..... Em casa...

Bruno Dias
29/12/2008