Site de Poesias

Menu

PLATÔNICO

[Ilustração não carregada]

Eis-me aqui prostrado

Aos pés do teu coração

Sem mesmo que tu entendas

A  pedir-te perdão!

...........................................

Perdão por te amar tanto

Perdão por não ser amado por ti

Perdão por todo este pranto

Que por este amor verti!

.............................................

Te amo tu não sabes disto

Tu não me amas sei claramente,

Por não me amar não tem visto

O meu destino horripilante!

..............................................

Meu coração pára aos poucos

Tu não notas, não podes ver

Ajo como agem os loucos

Que não sabem, vão morrer!

...............................................

 Vou morrer de amor

Sem a minha doce amante

Que por não notar a minha dor

Permanece tão distante!

.................................................

Sem coragem me confesso

De falar-te do amor que está em mim

Vou sofrendo deste processo

Que está me levando ao fim!

Compartilhar

brasilia, 15/12/2008

marcos cesar santos de vasconcelos
15/12/2008

  • 2 comentários
  • 394 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados
  • Tags: