Site de Poesias

Menu

ARDOR

[Ilustração não carregada]

Nesta noite senti teu corpo

Pequeno, meigo e cheiroso

Um cheiro de pele querente

Queimava a cada toque

Como uma chama ardente!

Senti teu gosto, beijei teu rosto

Acariciei a tua pele macia

Com muito gosto

A cada toque fluía um desejo

A vontade de possui-la

Veio num lampejo

Robei-te o primeiro beijo,

Passei com minhas mãos por suas pernas

fogosas, gostosas, macias, desejosas...

desejosas de saborear a minha boca

que transpassando-as, ardia em suas coxas!

O fervor da ternura, o calor da paixão

disparou como um alarme  enorme tesão!

Te peguei com força, mas com carinho,

Te possui até esgotar-lhe o cio!

Gozei, morri de prazer!

Te amei de forma a não me arrepender

Fui-me embora só e pensativo

lembrando a cada instante daquele momento furtivo

Sonhei contigo, gozei mil vezes!

Mil vezes te queria, mil vezes te teria,

Mil vezes te amaria, Mil vezes...

Hoje é lembrança de ontem

No pensamento o desejo de que

nossos corpos se reencontrem...

 

 

Compartilhar
marcos cesar santos de vasconcelos
12/12/2008

  • 2 comentários
  • 390 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados
  • Tags: