Site de Poesias

Menu

TEU CÁLICE

[Ilustração não carregada]

Teu cálice                                  ciganita 
 
Eu bebo sua boca sedenta de prazer,
com meu olhar de feitiche em lua cheia,
me embriago toda de você,
e bailo sensualmente - igual uma ventania.
 
Vibro como uma mulher mística com sua arte,
que rodopia no vento do seu pensamento,
em minhas entranhas deixo-te penetrar,
morena cigana e nua
nos teus sonhos posso ser tua glória - um história.
 
Molhada de prazer venha tocar as pétalas do meu secreto,
derrubo o cálice em meu corpo
me lambe!!! Me toma com sua fúria esse delírio,
faço-te minha na loucura insana do seu querer.
 
Vem!!! degusta-me e sinta meu secreto,
beba-me !!! Com seu sexo - a sedução do meu desejo
misture sua força máscula na minha,
acaricie a pele macia e trêmula.
 
Explora tua língua no meu prazer de femea,
me faça gozar desnuda e muda no seu fogo,
seja meu amante invada meu labirinto inflado
com ancas arqueadas arranca-me um sussuro..
 
                    soraia ( ciganita)
 

Compartilhar

Eu bebo a lua, eu bebo o vento,
eu bebo teu sexo que me arranha
em minhas entranhas, com seu movimento
Vestida quero que me possua,
ou beba-me toda nua.
ciganita (soraia) nos meus desejos

Cigana
10/12/2008