Site de Poesias

Menu

Apreensão

 
Fito meus olhos na geração presente
Tentando ver o verdadeiro futuro,
Se fugirão do mal que é regente,
Ou hão de dar de cara no muro.
 
Se hão de querer a vida ou a morte,
A querra ou o gozo da paz;
Fugirão, se preciso for, mesmo sendo fortes,
Ou farão como o curioso faz .
 
Espero que saibam o que devem fazer:
Nada de racismo, de querra e desamor,
Nada de inimizade, ganância e nem fazer sofrer
O mais fraco, o faminto ou o povo sofredor.
 
Mas que mudem esse tão cruel mundo,
Que caminha para um destino
Que não será nada feliz!

Compartilhar
Elias Beraldo da Silva
29/11/2008

  • 0 comentários
  • 131 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados