Site de Poesias

Menu

Ex-corde

 
Não estranhe se acaso não me vires por aí,
É por te gostar tanto, que decidi sumir;
Pois não é nobre sofrer por um amor
Que se afeiçoa a outro e não te dá valor!
 
Não te rias com que hei de aqui escrever,
Peço-te desculpas, se atrevido aparento ser...
 
Quantas vezes em teus cabelos cacheados,
Tão belos, etéreas madeixas quis eu ter tocado...
Pois sempre ao te ver, me envolvia a emoção,
Mas vacilei todas as vezes - ao recobrar-me a razão.
 
Teus olhos, oh Deus, favos de mel,
 De tão meigos e doces, faz-me provar do fel,
A cada instante em que olhas pra mim...
Por eles e por causa deles sou tristezas sem fim.
 
Provar os teus lábios, quantas vezes eu quis isto...
Destes dias, tão longe, jamais esqueci e isto
Faz-me sofrer por não os terem beijados ...
Faz-me mal pensar que nunca irei prová-los!
 
Teu rosto...Etérea figura de um anjo de Deus,
Tem um ar de inocência, das coisas dos céus,
Um ar tão felino, selvagem e mordaz... :
Espantar-me e atrair sua cútis é capaz!
 
Teu corpo... Ainda não atingiu todo o esplendor,
Mas suas formas já são todo o esplendor,
Qual sinto e vejo – devaneando sua formosura,
Sonhando em poder ter junto a mim tua bela figura.
 
                ...            ...          ...
 
É meu mal gostar tanto assim de você,
Pois devotas a outro seu coração e não vê,
Que não lhe posso ser só mais um amigo;
Amistar é fingir que o amor não me tem ferido!
 
Ao reler estes versos que eram pra ser teu canto,
Me dá um nó na garganta e me vem o pranto,
Quando me imagino recostado em teu seio
Feliz de estar preso em teu enleio...
 
Se a alguém estes sofríveis versos mostrar,
Peço-te que não deixe, nenhum deles, zombar,
Pois são versos puros que minh’alma escreveu,
Pois ela sabe dizê-los bem melhor que eu!
  
 
Não te rias de mim, o que te digo parece tolices,
Mas se não te falasse o que aqui te disse,
Não saberia ao certo o que sinto por ti:
É o medo de que não te afeiçoaste por mim.
 
Oxalá se este versos te fizessem sentido
E um dia, quem sabe, ouça o que aqui te digo
E me dê um pouco de tua atenção,
Ou até, quem sabe, o teu coração!
 
Estaria mentindo se eu te falasse
Que não esperaria esse fato realiza-se...
Então, por enquanto, vou errar por aí, tentar ser feliz ... ... ...
 
P.S. ‘‘ Sem você não serei ’’, é o que meu coração diz...
 

Compartilhar
Elias Beraldo da Silva
29/11/2008

  • 0 comentários
  • 205 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados