Caleidoscópica

Caleidoscópica

Renascemos todos os dias
Como borboleta
De perfeito casulo.
O relógio da existência
Faz a esperança plácida e frugal,
Nas marés do mundo
Rolar como pedras sem rumo.
Sou caleidoscópica
Holocausto de ternura
Encontros desmarcados
Transição...
Com os percalços do caminhar
Vou deixando que o tempo
Sufoque a dor da saudade
Que existe dentro de mim
Porque a saudade
Vai ser saudade – SEMPRE!

 

Lande Bomfim
© Todos os direitos reservados