Site de Poesias

Menu

Plenitude

 
 
Deixei a ilusão partir
e no silencio da liberdade
me encontrei.
 
Desafiei o destino
violei regras
e venci o tempo.
 
Cantei toadas dos amantes
contei estrelas distantes
embalei o meu ego.
 
Brinquei de ser poeta
rimei paixão com tesão
e fugi dos versos tristes.
 
Desamarrei minha alma
desafrouxei o prazer
e saciei o meu corpo.
 
Aceitei valores mal resolvidos
a intimidade das aventuras
e inventei  uma nova mulher.
 
Briguei com anjos e demônios
suspeitei da boca da noite
e me envolvi na essência do meu ser.
 
 
Val Bomfim.

 

Compartilhar
Val Bomfim
22/11/2008