Site de Poesias

Menu

tu és meu desatino

[Ilustração não carregada]

 
Tu és meu desatino
Minhas noites mal dormidas,
Minha poesia mal formada,
Sem sentido , desordenada.
 
Meus gemidos escondidos,
Meus ais mais sofridos,
Nas noites mais escuras
Meu delírio de loucura.
 
Meu destino fadado,
Meu castigo e pecado,
Meu suspiro dobrado.
 
Minha lágrima reprimida,
Meu anjo de candura,
Minha paixão aguda
( Amália Dias)

Compartilhar
Amalia
21/11/2008

  • 2 comentários
  • 167 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados