Site de Poesias

Menu

"Dor de Amar"

[Ilustração não carregada]

 
Dor de amar
É a dor que não
É o poeta sem a poesia
É a flor sem desabrochar
É a chuva que não cai
É o sol que não brilha
 
Dor de amar
É a sede não saciada
É o mar sem ondas
É o rio que não corre
É a vida que não nasce
É o sonho que morre
 
Dor de amar
É o dia sem sol
É a noite sem luar
A primavera sem flor
O inverno sem frio
E o verão sem calor
 
Dor de amar
É a melancolia da canção
É o soluçar do pranto
A tristeza da solidão
Como castigo da paixão
 
A dor de  amar-te
É a espera tua
Dor sem par
É a falta tua
 
(Amália Dias)

Compartilhar
Amalia
25/10/2008

  • 0 comentários
  • 134 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados