Site de Poesias

Menu

Olhos do ego e olhos do coração (Indriso)

[Ilustração não carregada]

Enxergamo-nos, um com os olhos vaidosos do ego,

Outro, com os olhos cintilantes, espelhos do coração.

Um de nós não foi claramente explícito.

 

Enxergamo-nos, um com os olhos nebulosos do medo,

Outro querendo ver arder a chama quente da paixão.

Um de nós não foi claramente solícito.

 

Enxergamo-nos, cegamente, cada qual sob seu ângulo.

 

E no seu próprio ângulo devastador, o Amor nos enxerga.

Compartilhar

Juntei frases antigas que fiz sobre as antíteses do amor, em forma de Indriso.
Obrigada pela sua visita. Beijos! São Paulo, capital

Elisa Gasparini
25/10/2008