Vivia a sorrir

Me lembro dela naquela janela, olhar vigilante
observando os filhos a correr
na casinha pequena a coisa mais linda era ela
sempre algo fazendo limpando ou cozendo
não perdia a alegria
vivia a sorrir...

Não importava a pobreza, tinha tanta riqueza
que iluminava os dias mais tristes por vir...
fiel companheira alegre com a vida
vivia a sorrir...

De olhar sincero, coração aberto transmitia paz ao falar
na luta da vida não tinha nada por afligir
em meio a doenças as vezes tão quieta, sofrida, ainda assim,
vivia a sorrir...

Amor transbordante, delicada criatura
sempre confiante, apesar de amarguras
nos ensinava a viver,
dos problemas nos protegia, nada nos atingia
mesmo na dor a ferir, ela,
vivia a sorrir...

Da vida não se lamentava, só com os filhos se importava
no presente o futuro nos mostrava qual caminho a seguir
e mesmo em dificuldade, medo não demonstrava,
vivia a sorrir...

Quis o Altíssimo, para Si a tomar
partiu sorrindo, deixou-nos a chorar
Era o centro da vida, mas quis a morte exigir
e antes da hora, levou-a a sorrir...
Era algo brilhante o sorriso no rosto
pessoa marcante que nos faz refletir
não importa o desgosto, o importante é sorrir...

Partiu sorrindo, nos deixou chorando
hoje quando dela me lembro, sorrio chorando
lembrando-me daquela que por nenhum instante
me deixou chorar...então sorrio para vida, ainda choro por ela,
mas do seu sorriso sempre vou me lembrar...

...àquela que me deu vida...que viveu por mim...minha vida devo a ela...sorriso marcante...mulher fascinante...minha mãe
Zeca Moreira
© Todos os direitos reservados