Site de Poesias

Menu

Vestido de Noiva

[Ilustração não carregada]

 
Sem querer o encontro
Estava lá na última gaveta do armário
Amarelado com o passar do tempo
Me fez parar, largar tudo que estava fazendo
E relembrar do dia em que o enlace aconteceu
Fecho os olhos abraçada ao vestido de noiva
Posso ouvir a marcha nupcial e todos os olhares
Voltados para mim
Meu pai apressando os passos, encabulado estava
Eu sorria com os olhos, com os lábios, com os gestos...
E lá no altar meu grande amor a minha espera,
Apertava as mãos, suando dentro do terno,
Veio ao meu encontro, cumprimentou meu pai
Beijou minha mão com lábios doces
Fizemos juras de amor
E nossos lábios encontraram-se num
Lindo e romântico desfecho.
Sinto um abraço inesperado
Abro os olhos é meu amor,
meu cúmplice, meu amigo.
Sorrimos juntos, não é necessário uma palavra
Apenas um beijo doce, meigo, carinhoso
De 15 anos atrás.

Compartilhar
Leise Plath
18/10/2008