Site de Poesias

Menu

SERRA

[Ilustração não carregada]

Desço a serra perdido
Sem rumo
Aos poucos distancio de ti
Mas é o destino

Fui embora
Não foi à toa
Sabes que me assusta
Seu comportamento.

Foram-se as montanhas
E agora areia

E que o vento leve
Todo resquícios
Mesquinhos

Tua alterabilidade me preocupou
E agora vou
Mesmo amando
Mesmo chorando

Preferiria não dirigir
Não me concentro
Sinto-me cercado nessas montanhas

Mas vou seguindo sozinho
Guio-me
Ignoro placas e vias
Mesmo sem gasolina

Sem régua para medir meu amor
Sem escada para te atingir
Só tenho a verdade
E no carona a solidão

Já estou tonto
Palavras aleatórias
Preciso parar
Rodo
Pareço não sair do lugar

Fiz o retorno
Não percebi
Mas assim é amar
Sem respostas em retrovisores
Sem cinto
Sem setas
Sem rancores

Compartilhar

NOVA FRIBURGO - RJ

THIAGO S. A.
15/10/2008