Site de Poesias

Menu

Poema aberto em flor

[Ilustração não carregada]

Teci um tapete de flores

Nas paredes do meu pensamento

Para perfumar nosso encontro

Eternizado no singelo momento

Em que seu olhar capturou o meu

E meu coração mais forte bateu


Recolhi nos frascos da memória

O perfume caramelizado das flores

Guardadas em cristais de muitas cores

Para não perderem o viço e o encanto

E não se desenraizarem de mim

Nem pouco, nem tanto

 

                                  Úrsula A. Vairo Maia

 

 

 

* Direitos autorais registrados

 

 

Compartilhar

Como eu amo falar de flores, este é mais um poema em que elas (as flores) são as personagens. Um beijo florido e perfumado para você que me visita. no meu cantinho de sempre


20/08/2008