Site de Poesias

Menu

Comentários da Poesia "SANGRANDO"

de Rose Felliciano

Gostaria de deixar seu comentário?

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários aqui registrados não representam a opinião da equipe do Site de Poesias, nem mesmo recebem o seu aval. A responsabilidade pelo conteúdo dos comentários é inteiramente do autor dos mesmos. Ao poeta é reservado o direito de remover os comentários de seus poemas, quando achar por bem fazê-lo.


Poesia, linda Rose.
Emocionante até a alma, lírica e comovente.
Consegue traduzir com tanta facilidade o teu sentimento,
que parece viver cada palavra, cada figura poética naquele exato instante.
Você é uma poetisa fantástica, que tem o dom de falar fácil,
encantar e sempre nos colocar a espera de novas e lindas surpresas,
como esta.

Beijos florzinha linda...

Cara poetisa é sempre gratificante quando temos a capacidade para reeditar nosso parto, pois é "sangrando" que renascemos para uma nova vida. Lindo o seu e seus versos ficaram empolgantes.

Parabéns

J.A.Botacini

Zezinho.
Jose Aparecido Botacini

02/08/2008

"Eis a vida!"

Achei muito interessante a maneira como descreveu um ciclo que se refaz em vários períodos. Eis a vida, nascemos... morremos... renascemos... em nós mesmos.
Bela e digna maestria, Rose.

Parabéns.

Um abraço.
Boa noite.
Murilo Saldanha da Silva

31/07/2008

Querida amiga Rose
A dor é inevitável nessa vida, mas glorioso e bem aventurado aquele que com fé e coragem renasce de seus escombros, Minha querida , ficou maravilhoso seus versos, você sempre escrevendo com o coração, é enorme a sensibilidade e força da sua alma, parabéns, ficou incrível.
bjsss
leo a.

Querida Rose,

Seu poema é suave e ao mesmo tempo forte, feito com criatividade e coração. Lindo, sentido, chorado, sangrado. Parabéns.

Um beijo,

Úrsula
Úrsula A. Vairo Maia

31/07/2008

Lindo Rose!!!
...Se desnudando para renascer...
Precisamos fazer isso constantemente.
Apostando no novo, confiando, acreditando
em novas conquitas, o ser humano vence
qualquer obstáculo.

Abraços poéticos
Val

Voltar à poesia