Site de Poesias

Menu

O noivo e a noiva

[Ilustração não carregada]

Quero me deleitar
Nos braços ternos do meu amado
Em seu peito
Minha cabeça recostar
Deixar seu cristalino amor
Em meu íntimo ser derramado
Deitar-me em seu leito
Coberto com pétalas de flor
Deixar-me por ele esposar

Sentir do seu hálito o viço
O licoroso perfume
Aroma sublime
Quero ser em suas mãos
Como o vime
Vara flexível, pleno deleite
Entregue ao seu icomensurável amor
Regado com o mais puro azeite

Eu sou do meu amado
O meu amado é meu
Há alguém mais enebriado
Mais maravilhado do que eu ?

 

Úrsula Avner                                       

 

 

 

 

Compartilhar

Obrigada por sua visita especial e por respeitar os direitos autorais.

* Registre o seu comentário antes de sair em meu cantinho


17/07/2008