Site de Poesias

Menu

ainda me sobram

ainda me sobram
ovários estéreis
e palavras idem
não tenho mais artifícios para
(pro) criação
vagina e fala secas
rachadas no ventre
em inanição
não há cura para
(des) inspiração.

Compartilhar
Larissa Marques
16/07/2008