Site de Poesias

Menu

Eterna poesia

A lágrima que ousa rolar
É meu segredo a desvairar
Que de tristeza enche meu coração
Por medo de se entregar
À uma nova paixão
E esse medo vem e corrói
E em meu peito, assim ele dói
Que busco um afago
Ou um beijo ou abraço
Que me faça acalmar
O coração que insiste em tentar
Mesma na dor e torpor
Ele é todo esplendor
Que me faz a cada dia
A eterna poesia...

Compartilhar
Jaque Barbate
29/06/2008

  • 4 comentários
  • 409 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados