Site de Poesias

Menu

Passando a Limpo


 
 
 

Passando a limpo

Zanna Santos
 


Qualquer dia desses eu vou voltar!
Sonho te encontrar de braços abertos,
Com o perdão num emblema de paz.
 

Abra as janelas, faça uma faxina,
Sacuda a poeira e deixe entrar um ar.
Permitas que a lua entre antes de mim.
 

Adentrarei  de cabeça erguida,
Olhar altivo e cheia de motivos...
Dar adeus aos traumas do passado.
 

Eu sei... foi tudo tão de repente;
Só a lembrança se faz presente,
Nutrindo a dor que a saudade lhe trás.
 

Sei que vou voltar... Aguarde a nova estação;
E ai acenda a lareira, conserve a chama acesa.
Sem perda de tempo vá aquecendo seu coração.
 

Vou com aquele vestido vermelho. Lembra?
O seu favorito que por vezes te levou ao delírio,
Depois daquele jantar a luz de velas.
 

Faço questão do mesmo vinho;
Das pétalas de rosas sobre a cama;
A música então, não aceito outra senão aquela.
 

Um cenário perfeito, como foi o primeiro.
Dois corpos e um lençol.
Uma noite inteira alem de um amanhecer!
 

Prometo não deixar outro bilhete na escrivaninha...
Ao acordar estarei ao teu lado.
E desta vez para sempre tua!

 
 
 

Compartilhar

Obrigada pelo carinho da leitura.

Zanna Santos
06/05/2008

  • 2 comentários
  • 236 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados