Site de Poesias

Menu

Soneto QUASE mordaz

[Ilustração não carregada]

Quando você me olha desse jeito 
Eu quero desvendar os seus mistérios 
E saber até onde posso ir 
Só pra poder romper depois 


Eu não quero mais o seu respeito 
Eu não quero mais seus despautérios 
Saiba me fazer sorrir 
Quando estiver só nós dois. 


Dai-me Aquele abraço 
E depois um beijo 
Como a primeira vez 


Do que lembrar ao passo? 
Se no meu sorriso um desejo 
Aquele que a gente fez.

Compartilhar

Ai ai.. quem não se apaixonou assim hein?
Sentimento fica "a flor da pele" e qualquer semelhança com o mordaz é mera coincidência.. hehe Espero que gostem, geralmente não escrevo muito sonetos, por não me preocupar tanto com métrica em poemas, mas esse saiu ao acaso, muito sem querer mesmo! =)

Vou aproveitar e para os apaixonados e amantes do cinema, assistam: "beijo roubado". Eu recomendo... é lindo! São Paulo, Embaixo de uma árvore linda, num pedaço rasgado de uma folha com as anotações da aula =)

L.Lucatto
03/05/2008