Site de Poesias

Menu

Miserável I

[Ilustração não carregada]

SE NÃO CANSAR VOCÊ,
SE OCUPE EM REPARAR
O OLHAR DO MISERÁVEL.
É UM PALCO DESPIDO
DE QUALQUER CENÁRIO,
TANTO NECESSÁRIO
PRA VIDA BRILHAR.
  
EMBORA A COMIDA,
VIZINHA E FORNIDA,
EXCEDA NAS BOCAS
DOS HOMENS DE BEM,
NÃO HÁ UM QUE ESTENDA
UM GRÃO DA MERENDA
À FILA IMENSA
DOS QUE NADA TEM.
  
EMBORA A SAÚDE
MANTENHA UM AÇUDE
SORTIDO EM MILAGRES
DE ARDER E CURAR,
NÃO FINDA COM A PESTE
DE VER NO SUDESTE
O ÚNICO ENFERMO
A VIR RESGATAR.
  
EMBORA O ENSINO
DESTINE AO MENINO,
DE POMPA E PREGUIÇA,
ANEL DE DOUTOR,
NÃO SOMA A CANETA
AO SONHO DA LETRA
DO BRAÇO QUE PENA,
COM CHUVA OU CALOR.

SE NÃO CANSAR VOCÊ...
 


Abel Puro, em 2003.

Compartilhar

Cantou pra mim...

"Acho bem mais do que pedras na mão dos que vivem calados, pendurados no tempo, esquecendo os momentos na fundura do poço, na garganta do fosso, na voz de um cantador."(Zé Ramalho) Na foto, Jaqueline.

Francisco Abel Mendes d`Almeida
30/04/2008