Site de Poesias

Menu

Comentários da Poesia "ENQUANTO JULGAMOS..."

de Rita Reikki

Gostaria de deixar seu comentário?

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários aqui registrados não representam a opinião da equipe do Site de Poesias, nem mesmo recebem o seu aval. A responsabilidade pelo conteúdo dos comentários é inteiramente do autor dos mesmos. Ao poeta é reservado o direito de remover os comentários de seus poemas, quando achar por bem fazê-lo.

Rita mais uma vez nos brinda com um pérola. Como nosso querido Ubirajara escreveu, esta poesia traduz em poucas palavras aquilo que muitos gastariam uma coleção.
O julgamento é uma atitude necessária para nosso crescimento... o problema é que na maioria das vezes em que o julgamente se dá, condena-se severamente, friamente e sem direito à defesa aquele/aquela que vive o papel de réu (muitas vezes sem sê-lo).
Aí prefiro fazer como você escreveu: calar-me, ser injustiçado... pois hoje vejo todos os que me "apontaram", sendo severamente "apontados" pelas suas próprias consciências.
Esta poesia tocou-me e acredito que irá tocar a muitos que irão lê-la.
Parabéns Rita. Fique com Deus.
André Silva
29/04/2008


OLÁ QUERIDA!!!!!!!!!!!!!!
Estou aplaudindo em pé!!!!!!!!
Lindissimo, verdadeiro, e reflectivo o que vc colocou nesse poema!!!!!!!!!!!!
amei e penso assim como vc.
Beijocas
Cláudia
***Claudia Liz***

28/11/2008

Manifesto Poético




Desde o início dos tempos que a humanidade sempre se manifestou através da Poesia. Foi através desta linguagem que se profetizaram vitórias e derrotas de impérios, que se revolucionou e se impulsionou sociedades.
Foi através da Poesia que foram contados os grandes factos históricos da humanidade.
Mas nem sempre esta linguagem de liberdade foi bem entendida entre os Homens e, hoje, em dia, é tida como o parente pobre da cultura e, muitas vezes, posta em causa se é ou não poesia.
Por isso, aqui me manifesto a favor da forma mais elementar e intrínseca que o Homem tem de exprimir ideais, comunicar e inventar novos mundos e outras liberdades.
A poesia é a linguagem da liberdade.
Através dela podemos inverter mundos, criar novos ideais, sentir e tocar um bem precioso a todos os humanos: a nossa Alma.
Sim, meus amigos, a Poesia é a linguagem da liberdade porque é o instrumento da nossa alma e com ela podemos voar, tocar os astros, sermos a gota mais brilhante dos oceanos… podemos fazer o sol sorrir, podemos ser o que quisermos.
Podemos ser uma entidade com poder de evoluir e transformar a sociedade renegada aos bens materiais e à alienação do ser, numa sociedade de sonho.
O que sonhamos é poesia.
O que vivemos é poesia.
Cada golfada de ar que sorvemos é poesia.
Acordar é um acto poético, tal como trabalhar e adormecer.
Todos nós somos Seres Poéticos.
Sempre que cada indivíduo exprime os seus sentimentos, ou seja, desnuda a sua alma, é um Acto Poético.
Por isso estamos aqui para dizer que a Poesia está viva. Bem viva porque nós estamos vivos.

Texto: António Boieiro, abertura do 1.º Encontro de Poetas Almadenses (Cacilhas, 28/10/2006).
silas correa leite

28/11/2008

sim rita,muitas vezes julgamos tanto,e nos esquecemos daquilo que esta acima e tudo...o amor...fazemos julgamentos de tudo,e nem percebemos que ao julgar,estamos sendo julgados também
parabéns
e entra para conhecer as minhas poesias também e ver o que você acha...
abraços

Sim Rita... As pessoas só querem julgar, apontar, mas quando nós somos os condenados ao julgamento, a situação muda de figura. Se julgarmos, com certeza seremos também julgados, futuramente. Versos gostosos de se ler. Ótima recomendação!
Um abraço!!

Boa noite!!

Rita, boa tarde
Que poesia linda, um ensinamento a ser seguido por aqueles que se julgam deuses, donos da verdade, que ditam normas de comportamento, mas que sao incapazes de olhar pra dentro de si.
Que Deus te abençoe sempre e gostaria de receber suas poesias sempre
Beijos no seu coraçao
Conceiçao Bentes

30/04/2008

Verdade !
Quem ja foi vitima de julgamentos crueis
sabe do que você está falando.
Julgar nosso semelhante não nos leva a nada.
Quem somos nós???
O julgamento não nos cabe.
Felizmente a lei do retorno aí está, e tudo o
q fazemos aos outros volta a nos.
Seu texto tem tudo a ver.

Bjos
Gloria Salles

29/04/2008

Ola Rita! Estou surpresso com que li, e feliz por teres escrito. A tua estrutura é alta e mais alta ficaste agora por teres falado em poucas palavras, o que muitos não diriam em uma coleção.

Parabéns amiga e obrigado pela lição!
ubirajara

28/04/2008

Amiga obrigada pelo carinho...
pela ternura linda sempre em meu jardim...
Brindamos a vida sempre em toda forma e ssencia...

PRA QUE JULGAR NÉ???
TANTAS VEZES FUI JULGADA SEM DIREITO ALGUM ME CONDENARAM...

mas semprei fui assim nunca melhor que ninguém...
e não vou mudantar minha forma de agir por que alguém quer...
Como vc todos temos o direito de nos expressar seja de que forma for..

E hoje nem ligo mais que falem de mim, mas que sejam honestos e honrrados e saibam primeiro perguntar pra depois condenar...

AMEI ESSE TEXTO...
AQUI E EM TODO LUGAR TEM GENTE QUE USA E-MAILS FALSOS PRA DEIXAR RECADOS CONDECOROSOS...

É GENTE SEM UM PINGO DE ESPIRITUALIDADE...
QUE SE ESCONDE MAS APRENDI A ME DEFENDER...

INSTALEI UM RASTREADOR QUE BUSCA A HORA O LOCAL E DE ONDE VEIO O E-MAIL... É CARO MAS VALE A PENA...

SE ELES PENSAM ESTAR IMUNI COMIGO AGORA A POLICIA BATERÁ EM SUAS PORTAS...

AMIGA DESCULPA DESABAFAR ASSIM MAS SUA ESCRITA VEIO DE IMEDIATO A CERTOS ACONTECIMENTOS...

MEU CARINHO EM SUA ALMA SEMPRE..

AMO VC MENINA..
BJSSS
VANIA

Voltar à poesia