Site de Poesias

Menu

Soneto Aurora dos Sonhos

Quiçá um dia despertar
E desse sonho ele aparecer
Será o mais lindo despartar
E o mais esperado amanhecer

Que me fará (desse jeito) assim
Como a mais bela poesia
Da alegria que foi nostalgia
Para versos sem fim

Oh! Mas pobre sou eu
Que meu olhar sonha com o teu
Com o brilho que irrompeu

De tão, são seus estes versos
Em cada palavra eu me entrego
E ao mundo, assim me confesso

Compartilhar

"Nada é impossível aos poetas"

Estou sem inspiração para nome :-(
Estou aceitando sugestões :-)

Obs.; e que venha mais inspiração!


Vencedor: Pedro :-)

Jaque Barbate
25/04/2008

  • 11 comentários
  • 310 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados