Site de Poesias

Menu

Monólogo de um Coração - 2

[Ilustração não carregada]


 
O silêncio despertou em seu coração
Destituiu o brilho e calou o canto
Cresceu com a mágoa, matou a emoção
Viveu seu pranto...
 
O que era esperança, é decepção
Sobraram apenas espinhos, nesse pobre recanto...
 
 
Triste silêncio, vingou em seu coração
Morreram os pássaros, murcharam as flores
Desbotaram as cores
Longa noite de aflição...
 
 
 
 

Compartilhar
Juarez Florintino Dias Filho
24/04/2008

  • 5 comentários
  • 3244 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados