Site de Poesias

Menu

Luminosidade

Mergulhei meus olhos em uma intensa escuridão, e a profundidade de tal obscuridade, congelou meu coração, fazendo meus olhos pesarem, e apesar de todos aqueles pesares, continuei mergulhando naquele lago escuro e profundo, que aos poucos ia se estreitando, e conforme meu corpo passava pelas algas gelatinosas, mãos limpas iam me limpando, tirando crostas grossas de mim, naquele momento, senti uma leveza, que há muito não sentia, e como que por encanto, meus olhos abriram naquela escuridão, suspirei, ao ver a clara luz que vinha em minha direção, e dos meus olhos brotaram gotas de sal, ao sentir esvair de mim, a solidão, segurei-me então ao brilho da forte luz, que gentilmente me conduzia, apresentando-me a um estado interessante, e ao sair daquela obscuridade, pude ver a luz que brilhava naquela intensa claridade, era teu sorriso, que depois de tanto tempo, tinha voltado a sorrir, na luminosidade.

Compartilhar
Sandro Kretus
18/04/2008