Site de Poesias

Menu

Lírio branco

Acredito que seu coração como de toda mulher, é um oceano de desejos escondidos, onde as inspirações e as idéias estão guardadas em um tesouro submerso na liturgia de sua essência feminina, sou um cavaleiro em seu cavalo branco atravessando o deserto dos temores, onde uma espada abrange meu punho, na qual é usada para atingir a intolerância e irracionalidade dos homens maus de espírito, que não admitem que as mulheres sejam reverenciadas como rainhas e contempladas como Deusas, parece impossível, mas as indiferenças ainda existem, apesar da independência, modernidade e inteligência das mulheres mostrando que realmente são as mães do mundo, ainda é nitidamente explicito o descaso de alguns homens que não aceitam as igualdades, fragmentos mal interpretados, que distorce completamente a historia das mulheres e sua importância neste universo, desde o principio dos tempos a mulher foi sucumbida pelo homem, na lenda de Lilith, a mulher que foi expulsa do suposto paraíso por não querer ser submissa ao homem, e sim ter os mesmos direitos que ele, e até hoje e vista como um demônio, no antigo Egito quando raramente após contemplar o Deus Amon, a mulher tinha o direito, na falta de seu marido e  incompatibilidade dos pequenos primogênitos, tornasse faraó, e mesmo assim suas escrituras e templos eram profanados e enterrados pelos seus sucessores machistas, inclusive por seus filhos, podemos ir mais além, onde esta o evangelho de Maria Madalena? Porque Joana Dark foi queimada viva após salvar a França? Porque uma mulher após ser enclausurada por sua própria vontade e fé, não pode ter o direito de celebrar uma missa, ou até mesmo de chegar ao papado? e as demais heroínas, artistas, escritoras, revolucionarias, políticas, cientistas, porque os livros só as relatam como minoria, por quanto tempo as mulheres ainda ficaram na sombra da hipocrisia masculina? Mal sabem eles que nós homens diante de uma mulher, somos apenas a chama de uma vela diante do sol um sol iluminado assim como você, talvez um dia as verdades omitidas se revelarão, e concluirão em fim porque realmente a mulher é a sementeira da vida, até lá continuarei aqui com meus poemas e romances, talvez um dia nossas historias se entrelacem, e nosso encontro acontecerá, estou surgindo, assim como um lírio branco que nasce no meio de um roseiral, que com toda sua força protegerá e amará suas rosas, eu sempre estarei aqui como um testemunho de tua historia e em cada mulher deixarei minha inspiração, em cada palavra reverenciada as mulheres deixarei a verdade, em cada frase contemplando as mulheres deixarei a esperança, e em cada poema inspirado nelas, deixarei o amor.


Compartilhar
Sandro Kretus
12/04/2008