Site de Poesias

Menu

6ª rota da dor

Fui seduzido e iludido
Assim como o navegante
Que segue o canto da sereia,
Fui levado e assassinado
Deixando essa carcaça
Vagando a deriva
 
Tu que me maltratas-te,
Retirou-me o coração,
Mastigou-o e cuspiu
Como pude ser tão idiota
E cair em sua lábia
Fui um brinquedo em sua mão
 
Mesmo assim, não lhe tenho ódio
Odeio a mim que fui fraco
E burro a escrever o que sinto
Do jeito que está a maré,
Um dia quebro os remos e as canetas
E pulo em alto mar

Compartilhar

Maldita hora que abri a caixa do passado e olhei para trás.
Por que o cheiro de sangue aparenta mais forte do que o de rosas?
Será que a tristeza foi mais forte que a felicidade?
Ou isso é devido a ordem em que apareceram?
Quem olha a face sorridente não vê as lágrimas por trás dos olhos...
Se eu tivesse mais voz e menos caneta... Durante a aula de pré-calculo na facu.

Gabriel Moon
11/04/2008