Site de Poesias

Menu

Reviver


Eu posso ver a luz
Aquela que conduz
Ao que seja o talvez
Quem sabe a sensatez?
Das palavras que ouvi
Das dias que sofri
Faz de mim verdadeira
Alma derradeira
Dantes penumbra
Hoje única
Fazendo do agora
A lágrima que chora
Fazendo do abraço
O espaço entre sonhar
E o amar
Fazendo de mim
A nuvem
Que te encobre
A ferrugem
Que descobre
O verdadeiro sentido
Entre ter e perder
Viver e reviver...


Compartilhar
Jaque Barbate
23/03/2008

  • 7 comentários
  • 676 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados