Site de Poesias

Menu

Concretos Passos

CONCRETOS PASSOS


Curvas que me delicionárias

Lábios
laços que não secaram

Palavras
semidemissionárias

Curvas
beijos que não calaram

Braços
vergos em meus abraços

Perdidos
todos amontoados

No
chão vazio do meu quarto.

Compartilhar
Fabiana Agueda
17/03/2008

  • 1 comentário
  • 196 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados