Site de Poesias

Menu

Maria...

[Ilustração não carregada]

Maria tem 19 anos e os olhos tão verdes quanto a esmeralda... Com os seus cabelos negros como a noite sem luar,  vai descalça pelas ruas da cidade procurando o rosto de um homem que não sonha mais. Ela tem na mente a sua imagem gravada como se fosse tatuagem mas, onde pode encontrá-lo Maria não sabe. 
De repente, impulsionada pela sensação de tê-lo presente, ela vê um corpo sufocado por pesadelos, um coração dilacerado por temores que a vida lhe impôs... Ela o reconhece... é o rosto que procura, o rosto que nunca ri.
Maria faz-se ilha, a prece dos náufragos, uma pequena chama que brilhará
nos momentos mais escuros por ele. Ela o levará para casa, escutará os seus pensamentos e a melancolia que o afoga em si mesmo transformado-se em poesia. E salvará seu coração da dor da sua loucura, o despertará dos sonhos ruins, o fará esquecer a dor e o sofrimento passados.
Enquanto o mundo não tem piedade, Maria faz-se âncora, a terra, o porto seguro...
faz-se nuvem que choverá felicidade, uma fábula que se torna realidade. Por ele e só por ele, ela chora de saudade.
Maria é sonho, é paixão, emoção, é uma migalha que o livrará da solidão.  Ela é um céu azul, é um milagre, é um momento que se acende por ele nos dias mais escuros.
Maria, e seu doce encanto, com a leveza de seus passos,  vai caminhando descalça, sem saber que ama um Anjo...

Compartilhar

Amo vc... sentindo a saudade me dilacerar nesse momento. Volta logo, vida.

maria clara
13/03/2008

  • 4 comentários
  • 320 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados