Site de Poesias

Menu

O Vento Norte

O vento é mensageiro
E este sopra lá do pólo norte
Um bocado traiçoeiro
Que também trás a má sorte
Quando chega tem para contar
Seu relato dá para gelar
 
O vento tão misterioso
Nas suas lamurias tão horrendas
Vento tão gelado e ruidoso
Que há lareira se conta as lendas
De quem enfrentou e se julgou forte
Que julgava ser só vento e encontrou a morte
 
Onde passa faz gelar
Nasce lá no pólo
Não é bom sítio para ficar
Mar, muito gelo acima do solo
Apenas se faz por pesquisa e aventura
Enquanto este ainda dura
 
Mas este vento norte
Conta-nos que há muita beleza
Neste gelo que é tão forte
Mas o degelo já é uma certeza
E que muito já está afectar
Ao fazer subir o nível do mar
 
Mas é apenas o vento do norte…
Enquanto o ouvir soprar, estou com sorte…
 
Quim17Feve08
J.Joaquim Santos

Compartilhar
Jose Joaquim Santos
17/02/2008

  • 0 comentários
  • 122 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados