Desejo mundano

Tuas fantasias são mundanas
Teu corpo lateja desejo
Mas preferes manter em segredo
Aquilo que te causa medo
Tentas esconder tua face rubra
Por trás do véu que te aprisiona
Acabas mantendo o voto
Que te tornas uma bela dama
Mas no ermo dos teus pensamentos
Há sinais de uma grande chama
Descobres que duelas 
Com o  desejo e a razão
De repente te libertas
Entrega-te a célere paixão
Nesse momento sentes
O pulsar de tuas veias
Não adianta relutar
Caistes numa grande teia

Lina Passos
© Todos os direitos reservados