Site de Poesias

Menu

Rugas do Coração de Pedra

Olhe para o espelho,
Atente! Vê alguma coisa?
Olhe para as rugas.
- Não às vê?

Não, não falo das rugas do rosto,
Falo das rugas do coração.
Sim, estas que você tenta maquear
Para parecer ser alguém melhor.

As rugas que são resultado
Do tempo, do vazio e da falta de perdão.
Quantas rugas encravadas
Que não lhe permitem crescer e frutificar.

Observe atentamente as rugas.
Quanta ira, quanta injúria,
Quanta mágoa está presa ali.
Quantas lágrimas...

Quanta mentira,
Quantas noites mal dormidas.
Quantas palavras em vão.
Quanta perca de tempo...

Bem, vou dar algumas sugestões práticas:
Faça uma plástica! Tome um chá de boldo.
Modele seu coração. Use Nivea e Avon.
Tente escapar das rugas.

Talvez funcione...
Talvez...
Por algum tempo, quem sabe?
Talvez...

Tá bom, tá bom,
Vou ser sincero,
Sim, elas voltarão,
Mais cedo ou mais tarde.

Seu coração é empedrado,
E não há pó suficiente
Para tapar as suas rugas
O resto da vida.

Infelizmente, não dá...!
Dinheiro?! - Esqueça!
Sucesso, reconhecimento e fama?!
Podem esconder as rugas por alguns dias...

Você me pergunte se tem cura?
Hum....!!!
- Sim! Felizmente a cura existe.
Permita que Deus troque seu coração.


"E lhes darei um só coração, e porei dentro deles um novo espírito;
e tirarei da sua carne o coração de pedra,
e lhes darei um coração de carne” (Ez 11:19)

Compartilhar
Junior Della Mea
05/03/2008

  • 0 comentários
  • 528 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados