''GLÁUCIA ROSA''

Gláucia Rosa; você me trouxe a esperança paz e amor que vem saindo das ondas dos seus olhos. O seu sorriso é sinal de dias melhores que estão contidos no seu coração de criança anjo pequenina. Gláucia Rosa; eu não quero ser apenas seu pai, quero sim, sobretudo ser o amigo de fé, o amigo camarada. Quero lhe propor uma vida cheia de amor, e que você tenha na mente um pensamento positivo mesmo com as dificuldades porque é o sinal que estamos vivendo e sentindo a vida com ela é.

Esse texto dedicatória foi escrito quando a nossa Galzinha tinha quase sete meses de vida, que hoje se transformou nesta moça bonita e grande pastora que encanta os fieis com pregações cheias do espírito de Deus na ''Igreja de Deus'' e que encanta com seus textos no recanto os leitores a nossa Gláucia Rosa.

José Aprígio da Silva.
Feito: 21/01/82.
Ampliações e correções: 18/11/07.


18/11/2007 16h40 - Zé Albano

Parabéns pela ternura que dedicas neste teu texto. Não colocaste aí uma palavra sequer, que possa tirar o verdadeiro sentido do amor. Um abraço.


José Aprígio da Silva
© Todos os direitos reservados