Site de Poesias

Menu

Sem a tua companhia

 
Esquecido pela vida
Abandonado pelo mar
Vejo todo dia, a minha endemia.
 
Calos frios, em segredos.
Acredite ao seu lado, sempre.
Perco-me pelo medo
 
O dia um instante, de dor.
Ela me procura, sem saber.
Pois o que ando a fazer
É por ti amor
 
Células, minhas companhias a andar.
Por um corpo vazio, e cheio.
Vazio de calor... completamente
Cheio de amor.

Compartilhar
Glauber Miguel Prates
20/12/2007

  • 0 comentários
  • 373 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados