Eu e minhas rimas

    Se você não gosta,
    Eu gosto,
    E me deixe gostar.
    Sou menino poeta,
    Poesia é o meu fruto,
    Minha vida é rimar.

    Viajo no planeta
    Em questões de segundos,
    E nem preciso pagar.
    Com minha caneta
    Faço meus versos,
    E caminho no pensar.

    Fico longe do pecado,
    Pois quando eu rimo,
    Eu só penso em amar.
    Rimo tudo,
    Vou rimando sem rumo,
    Eu só penso em rimar.

Rogerio dos Santos Rufino
© Todos os direitos reservados