Site de Poesias

Menu

"O SALVADOR".

[Ilustração não carregada]

 
 
“O SALVADOR”.
   (Poesia natal).
 
Quanta ternura no olhar...
Havia paz no seu sermão,
Nunca aprendeu pra ensinar
Trouxe cura em sua mão.
 
Ensinou o homem a pescar
Em vez de guerra devoção,
Ele fez o cego enxergar...
Amou a todos, sem distinção.
 
Jesus nasceu para perdoar
E foi trocado por um ladrão,
Mas disse a todos, que vai voltar;
Para salvar toda nação...
 
Jesus menino de Nazareth
Filho de Deus, nosso irmão,
Filho de Maria, criado por José,
O rei dos reis é a salvação.
 

Compartilhar

São Paulo, 17/12/2007

Antonio Hugo
17/12/2007