Site de Poesias

Menu

UM PEQUENO HERÓI

 
UM PEQUENO HERÓI
 
Mário Osny Rosa
 
Era um pequeno menino
Queria ser homem aranha.
Que teria um grande tino
Seria sua grande façanha.
 
Tinha até o seu uniforme
Quando estava a brincar.
Atento a qualquer informe
Em sua mente a pensar.
 
Qual seria o momento
Queria mesmo era salvar.
Para mostrar seu intento
Para tudo logo mostrar.
 
Até brincava de carinho
No momento de um acidente.
Isso com seu amiginho
Pois de nada não era temente.
 
Vê o fogo já começando
Grita e logo dá alarme.
Uma casa logo queimando
A mãe vem em desespero.
 
Sua filha está lá no berço
Chora em desespero.
O pequeno homem aranha
Com coragem e esmero.
 
Tia eu vou salvar ela
Entrou na casa em chama.
Chegou ao quarto dela
Pega por uma perna e sai.
 
A sua mãe entregar
Sem qualquer acidente.
 E a criança salvar
Esse menino valente.
 
Seu nome Riquelme Wesley dos Santos
5 anos de idade
 
São José/SC, 10 de novembro de 2.007.
morja@intergate.com.br
www.poetasadvogados.com.br

Compartilhar
Mário osny Rosa
10/11/2007

  • 0 comentários
  • 307 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados