Site de Poesias

Menu

Coração (parte 1)

Oh, coração vazio
Que não posso encher
Por que me tortura tanto?
Me mostra o corpo
Que não posso tocar
Me mostra os lábios
Que não posso beijar
Me mostra os olhos
Que mal posso admirar
Maldita jaula de vidro,
Como quero quebra-la
Mas como posso quebrar as barras
Que eu mesmo criei?
Minha musa
Venha e socorra-me
Tire-me desta prisão

Compartilhar

Antes aqui escrevia um poeta sem musa, agora,
um que porta no peito uma interrogação.
Quando comecei a escrever esta poesia, ñ pensava
em nd nem ninguem, tentei postar, mas meu PC
deu pau, ñ era a hora. Então recomecei a escreve-la
em meu velho celular até q algumas coisas aconteceram
hj desde q pensei em posta-la no site, mt aconteceu
desde 1 minuto antes de postar no site.
Ñ sei nem o q dizer, me deixaram sem palavras e temo
q isso ñ seja real. Só tenho uma coisa a dizer...
Continua. Pelas ruas de Niterói.

Gabriel Moon
07/10/2007