Site de Poesias

Menu

Sem Remorso ®

Aventureira
Clandestina
Eis o que sou!

Vestida de vermelho forte
Sob o sol de abril
Saio por aí
A cometer tolices

No ar...
Espalho
Cargas de oxitocina
Que se misturam
Com sentimentos
Puros e impuros

Depois de muitas maluquices
Volto de forma faceira
Sem culpa...
Feliz
Por ter vencido
A força da proibição.

 val bomfim

Compartilhar
Val Bomfim
30/09/2007