Eu te amo...

Essa  frase tão cobrada...
por vezes mal empregada...
porque não tão falada...

Por medo seria...
ou ela já não mais existiria...
teria sido ela banida...
ou seria ela tão bandida...

Mas ainda tão bonita...
tão significativa...
que apesar de pequena é infinita...
então porque não é tão dita...

Muitas vezes presa no coração...
horas usada só como expressão...
mas que diz, fala e mostra muita paixão...
para alguns até parece um palavão...

Desventurado aquele que me sua boca ficou presa...
essa frase tão pequena...
que aquele que ama, usa-la não tema...
dizer que ama...

São Paulo, 29 de junho de 2007