Site de Poesias

Menu

Passarinho

Estou tão triste pois eu amo tanto!
- Mas desde quando amar me traz tristeza,
Lavando a alma em rios de amargo pranto
Ao ver a flor sem enxergar beleza?!

Será que choro por não ser amado,
Ou por que acho que assim vou morrer?
- Só sei que choro por ser condenado
A esse amor dentro de mim reter...

"Amor pra dentro" fere mais que ódio
Pois gela a alma e queima o coração.
Amor sincero é como um passarinho
Que foi criado pra ter amplidão...

E quando é solto da gaiola fria
Ele alça vôo rumo ao infinito,
Conquista um céu que antes não havia
E livre é o fim do meu olhar aflito...

Por isso eu grito no lugar do pranto:
- Estou tão triste, mas eu amo tanto!!

Compartilhar
Pablo Falabela
05/08/2003