Site de Poesias

Menu

VOLTO VOLÚVEL AOS TEUS LÁBIOS

 
Volto volúvel aos teus lábios a beijar,
E a minha mão passeia procurando,
Descendo pelo teu corpo, acariciando...
Cada ponto de prazer irei sutil tocar!
 
Como tocasse uma harpa delirante,
De ofegante respirar e gritos contidos,
Que se revelam em curtos gemidos,
Como se de amor naquele instante...
 
Quiséssemos morrer!Ninguém morre
De prazer oh minha amada, e a mão
Guiada pelo forte bater do coração...
Pelo teu corpo despudorada, escorre
 
Até à gruta dos prazeres, dedilhando...
A clave certa do prazer encontrando!
 

Compartilhar

Continuação da "coroa " de versos. Em casa

Pedro Paulo da Gama Bentes
15/05/2007