Site de Poesias

Menu

***Mamãe***


 
 
Olhando hoje para os teus olhos cansados
E tuas mãos já enrugadas, posso me lembrar,
que quando pequena, com essas mãos acariciava meu rosto.
Com sua doce voz me acalantava quando morrendo de medo,
eu  corria no meio da noite procurando proteção, e em teu colo,
 o meu porto seguro, ali me alojava.
Que por muitas noites sem dormir por mim tu ficavas.
Me ensinaste a amar, respeitar, entender, viver...
Quando na hora da indecisão era aos teus conselhos que eu buscava,
 pois com tua sabedoria materna ou mesmo pelas experiências vividas,
mostrava-me qual o melhor caminho a trilhar!
Sempre sábia e determinada, me ensinou que acima de tudo temos que confiar,
que existe um DEUS soberano e que está sempre a nos guiar.
Nos dias de tristezas me deu o ombro a chorar,
nos  de alegrias comemoraste comigo...
Esteve do meu lado em todos os momentos!
Para aquela:
Que gera,
Que alimenta,
Que observa,
Que ensina,
Que se alegra,
Que vibra,
Que torce,
Que prende,
Que solta,
Que se doa,
Que ama...
Que é dádiva do céu,
Que é simplesmente...MÃE...
 

 
 
 

Compartilhar

A penas uma singela homenagem para todas as Mães as que nos deram a oportunidade de estar aqui... São Paulo30-04-07

***Claudia Ferreira de Souza *** antigo Claudia liz
30/04/2007