Site de Poesias

Menu

Eu e você somos os assassinos.

Eu e você somos os assassinos.
Eu e você reprimimos nossa agressividade de tal forma que ela sai por aí, pelas mãos de outros, matando.
Eu e você somos bonzinhos, quase santos. Sorrimos, quando deveríamos abrir a boca e dizer não.
Acusamos quem tem idéias claras e defende ideais de 'radical'.
Nem sabemos que 'radical' significa RAIZ.
Eu e você somos ignorantes de nós mesmos.
Eu e você queremos levar vantagem em tudo.
Eu e você ficamos felizes quando 'não foi um de nós' que matou, trucidou, esfaqueou, esmurrou, baleou, esganou uma outra pessoa. Como se quem mata gente, não fosse semelhante a nós.
Eu e você adoramos reprimir. Reprimimos nossa violência, nossos instintos, nossa animalidade.
Queremos reprimir mais ainda a violência, com leis cada vez mais draconianas.
Aprendemos um monte de teorias nas universidades, quando aprendemos... e só usamos o aprendido em nosso próprio benefício.
Eu e você matamos, quando nos escondemos por detrás de nossa máscara de civilidade e permitimos que 1% da população sejam proprietários de 50% das terras deste país.
Eu e você matamos, quando sabemos que expressar agressão nos dá saúde mental e não o fazemos.
Eu e você assassinamos, quando ficamos indiferentes ao que acontece a nosso redor.
Eu e você somos covardes quando votamos em políticos corruptos e nada fazemos para retirá-los do poder.
Eu e você somos coniventes do crime, quando pagamos os juros mais altos do mundo aos bancos.

Atentato ocorrido aqui: http://zecabatuta.blogspot.com/

Compartilhar

03/04/2007