Site de Poesias

Menu

OS VENTOS DO INFERNO!

[Ilustração não carregada]

 

 

OS VENTOS DO INFERNO!

Sopraram em minha direção

 

Foram ventos tão fortes!

 

 

Que balançaram meu coração!

 

 

Senti-me oprimido!

 

 

Mas como sou Filho do Universo!

 

 

Do meu peito saiu um Gemido!

 

 

E do Alto da Ilha Estacionária!

 

 

Desceu um Anjo Guerreiro!

Que disse: Filho do Universo Querido Estou te Salvando por Inteiro!



Os ventos do inferno!

Sopraram em minha direção!

Quase sufocaram meu pobre coração!

Me induziram ao pacto!

E também à traição!

Mas no fundo de minha alma!

Gritou uma vontade de voar!

Voar em direção ao Paraíso!

 

Para poder fugir das chamas do inferno!

Para fugir das garras do devorador de almas

 








Quem tem medo dos ventos do inferno?


Eles sopram fortes!


Mas somente forte, pois existe um escudo Poderoso!
Que o Nome e o Sangue de Um Justo Glorioso!


Que nos cobre com seu manto!


Nos Envolve em todos canto do mundo!


Mesmo que esse vil vagabundo!


Devorador de almas!


Sentindo me em momentos de calma!


Sinto Paz e Calma para minha pobre Alma!

 

 

VALDIR PINTO!

 

 

 

 

 

 

 

 








THE VENTOS OF INFERNO!

 

 

 

 

 






The winds of hell!


Sopraram in my direction!


Winds were so strong.


What balançaram my my heart!


I felt oppressed!


But as I Son of the Universe!


In my chest left a Gemido!


And from the High Island Stationary! 

 


Desceu an Angel Warrior!


What he said: Son of the Worlds Dear I te Saving for Full!








The winds of hell!


Sopraram in my direction!


Almost sufocaram my poor heart!


Me induced the pact!


And also to treason!


But in the bottom of my soul!


He shouted a desire to fly! 


Flying toward the Paradise! 


To escape the flames of hell! 


To escape the clutches of devorador of souls! 








Who is afraid of the winds of hell? 


They blow strong! 


But only strong, because there is a shield Mighty! 


That the Name of One Blood and Justo Glorious! 


What in copper with his mantle! 


In Huntington in all corners of the world! 


Even that vile vagabundo! 


Devorador of souls! 


Feeling me in moments of calm! 

Feel Peace and Calming for my poor Alma



VALDIR PINTO! 







 

 

 

Compartilhar

Esta Poesia Retrata a vida do Homem e suas Tentações! Seus medos Interiores! Seus medos do Inferno e suas Ligações com o Mundo Espíritual Superior Sua Fé, sua Proteção em Deus!


This Poetry paintings of human life and its Temptation! His fears Interior! His fears of Hell and its links with the World Espíritual Superior Your Faith, in its Protection God!

Valdir Pinto
31/03/2007